Psicologia Positiva - Técnicas e Ferramentas

Contato num click

WhatsApp.png
Evolução Humana.png

Desenvolvimento emocional envolve aprender o que são emoções e sentimentos e entender como e por que ocorrem. Significa reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros e desenvolver maneiras eficazes de aprimorar esses sentimentos e construir relacionamentos positivos.

Esse desenvolvimento começa na infância, em parte a partir de nosso temperamento e características individuais, e segue através das experiências e interações que experimentamos ao longo da vida. A infância é um momento particularmente importante para o desenvolvimento das nossas emoções, principalmente pelo fato de recebermos forte influência dos nossos pais, familiares, educadores, sociedade e herança cultural.

No entanto, a capacidade de experimentar, expressar e interpretar toda essa gama de emoções e a habilidade em lidar com elas de forma adequada envolve aprender o que são essas emoções. É necessário, entender como e por que ocorrem, reconhecer seus próprios sentimentos e os dos outros e a desenvolver maneiras eficazes de administrar esses sentimentos.

Assim, ao considerarmos as emoções como processos relacionais entre pessoa e ambiente, faz-se necessário um entendimento mais amplo sobre os mecanismos de enfrentamento e a necessária estruturação de um padrão de desenvolvimento emocional que sustente a continuidade do autodesenvolvimento e que permita as pessoas se conectarem em um nível mais profundo.

Mecanismos, estratégias ou habilidades de enfrentamento são padrões emocionais que podemos utilizar para gerenciar positivamente pensamentos, sentimentos e ações diante das mais variadas situações do cotidiano, em que o estresse esteja presente.

do instinto ao amor incondicional - um processo evolutivo

Ao longo de milhares de anos, desenvolvemos uma ampla variedade de sistemas que nos permitisse atribuir significado específico em relação à vida. No início predominava o instinto. Uma inteligência sem raciocínio, mas essencial à sobrevivência e através do qual satisfazíamos nossas necessidades de subsistência.

Nesse processo evolutivo desenvolvemos nossos instintos, valiosos para nossa condição humana, mas que não podem nos dominar a ponto de atrapalhar nossa evolução. Assim, como resultado da interação entre as bases genéticas e a capacidade cognitiva ampliada, habilidades de comunicação aprimoradas e a evolução da linguagem, demos um passo importante na evolução ao conquistarmos a individualidade humana.

O desenvolvimento da linguagem nos levou à visão de nós mesmos, assim como a capacidade de reconhecer a identidade das outras pessoas. Gradativamente saímos do instinto puro e ingressamos no mundo das emoções, na qual ainda permanecemos em níveis iniciais, muito próximos aos comportamentos e reações primitivas.

Mais sutis que o instinto, porém igualmente instantâneas, automáticas e não controladas, as emoções são forças naturais que provocam reações físicas e instintivas frente a ameaças ou recompensas, reais ou imaginárias. De forma simplificada ao entendimento, temos que as emoções são sinais químicos essenciais que conectam todos os sistemas do nosso corpo 24 horas por dia, em uma complexa e sofisticada rede de comunicação como nenhuma outra.

Segundo Antônio Damásio, “as emoções são predominantemente inconscientes, ou seja, ocorrem abaixo da linha da nossa consciência”. Está mais radicada à sensação – resposta do organismo aos estímulos do meio, com dimensões biopsicossociais (biológicas, fisiológicas e sociais).

As emoções são universais e são semelhantes em todos os seres humanos.

Para conquistarmos bem-estar, florescimento e transcendência, precisamos avançar em nosso estágio evolutivo, conquistando uma disposição mental, caracterizada por um estado afetivo adquirido em relação a si próprio, às pessoas, coisas e ideias. Aqui estamos falando de sentimentos.

Enquanto as emoções estão associadas a reações corporais que são ativadas através de neurotransmissores e hormônios liberados pelo cérebro, os sentimentos se desenvolvem de uma maneira um pouco diferente.

Sentimento é o efeito do ato de sentir. É a percepção consciente a respeito de como nos sentimos diante de uma emoção. Os sentimentos são conquistas valiosas no curso evolutivo, que foram se aprimorando ao longo das experiências originalmente vivenciadas pelos dos instintos. Seu desenvolvimento de dá através do conhecimento das emoções, seguindo caminho firme em direção à vivência plena dos afetos nobres do amor para, então conquistarmos a plenitude da vida.

PADRÃO DE DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL - bem-estar subjetivo

Mensurar o bem-estar envolve um conjunto de habilidades e componentes cognitivos e emocionais que devemos utilizar para avaliar nossa própria vida. Não se trata de uma avaliação objetiva feita pelo terapeuta com relação à qualidade de vida de uma pessoa. Essa avaliação é pessoal, subjetiva e diz respeito sobre a qualidade da sua própria vida, sobre sua satisfação experienciada no cotidiano, independentemente do contexto e das condições socioeconômicas, saúde, sucesso e outras variáveis que poderiam permitir uma avaliação objetiva de qualidade de vida. Trata-se, portanto, da reflexão sobre a existência onde as pessoas são convidadas a viverem com atenção, porém sem tensão, “agindo”, em vez de “reagindo”, em um estado de consciência lúcida.