> Serviços

Terapia Sexual Positiva

Contato num click

WhatsApp.png

Por que Terapia Sexual Positiva - TSP?

Um dos componentes mais importantes na prática da terapia sexual é o entendimento mais amplo que o terapeuta precisa ter sobre a interação dos fatores sociais, biológicos e emocionais na problemática sexual. Saber abordar e avaliar as questões emocionais desencadeadoras e/ou agravadoras dos processos disfuncionais é preponderante na prática da terapia sexual, além de constituir um facilitador na dinâmica do trabalho multidisciplinar quando o caso assim o requerer.

Somente dessa forma será possível abrirmos caminho para um entendimento mais amplo sobre emoções e comportamentos positivos que possibilite as pessoas encontrar a realização e o bem-estar pessoal e satisfação na relação conjugal. Nessa linha de entendimento, Diener e Selegman (2002), consideram o pressuposto de que um relacionamento saudável e harmonioso é componente vital da saúde física e bem-estar psicológico.

Para o cliente, fator igualmente importante a ser considerado na terapia sexual é a temática sobre a sexualidade. É necessário que o cliente seja capaz de desmitificar as ideias preconcebidas e assim desconstruir os padrões limitadores em torno das questões sexuais, que são em grande parte, responsáveis pelas desarmonias conjugais.

Segundo Beck, citado por Cavalcanti e Cavalcanti (2019), as emoções e o comportamento de uma pessoa são amplamente determinados pelo modo como ela estrutura o mundo. Para esses autores, as emoções podem ser geradas e/ou modificadas pela mediação do pensamento. Esses fatos têm uma importância muito grande na terapia sexual, uma vez que há íntima relação entre problema emocional e disfunções sexuais. Uma dificuldade ou problema sexual não determina apenas uma reação emocional, mas a própria emoção retroalimenta o problema sexual.

COMO A Terapia Sexual Positiva - tsp  PODE TE AJUDAR?

O conceito de sexualidade, assim como a definição de saúde sexual e saúde mental a ela vinculadas, apresentados pela Organização Mundial da Saúde – OMS, permite entender a sexualidade como um aspecto inerente ao ser humano, que se rege num contexto biopsicossocial e onde se compreende a saúde sexual como um estado de bem-estar físico, emocional, mental e social em relação à sexualidade.

A Terapia Sexual Positiva dispõe de recursos importantes ao cultivo de emoções positivas, permite a amplificação de forças, bem como facilita o estímulo à construção de relacionamentos positivos, além de favorecer a busca por objetivos intrinsicamente motivadores, preenchendo assim a lacuna atualmente existente na abordagem terapêutica acerca dos aspectos positivos essenciais ao pleno desenvolvimento da sexualidade. Tais recursos favorecem mudanças pessoais e relacionais que permitirão relações íntimas saudáveis e harmoniosas, além de promover o bem-estar, em vez de se restringir a uma simples eliminação de fatores focais indesejados.

Sem perder sua característica focal, a terapia sexual deixa de ser apenas um tratamento das disfunções sexuais. Embora continue no tratamento direto dos processos disfuncionais, o planejamento terapêutico passa a contemplar trabalhos de desconstrução dos sentimentos resultantes de experiências negativas e das crenças limitantes que atuam como reforçadores à estímulos aversivos que são desencadeadores e/ou agravadores das disfunções sexuais.

Nosso planejamento terapêutico considera ainda, a nível de relacionamento, o grau de assertividade nos gestos, atitudes, palavras e pensamentos, dificuldades na comunicação, gerenciamento dos conflitos e também os fatores intrapessoais e interpessoais que interferem negativamente na saúde sexual do casal, independentemente de questões de gênero e orientação sexual. A TSP considera a abrangência da sexualidade humana não se restringindo às atividades sexuais em seu aspecto puramente biológico.