Cognição Afetiva

Contato num click

WhatsApp.png

Conexões positivas, úteis e inspiradoras levam a emoções mais positivas, permitindo que nos sintamos ouvidos, vistos e apoiados. Desenvolver habilidades de estabelecer e manter relacionamentos saudáveis inclui a capacidade de se comunicar com clareza, ouvir atentamente e negociar conflitos. Apoiar e oferecer ajuda sem expectativas, compartilhar boas notícias ou comemorar o sucesso promove o bem-estar e favorece o fortalecimento das relações conjugais.

Mensurar o bem-estar envolve um conjunto de habilidades e componentes emocionais e cognitivos que devemos utilizar para avaliar nossa própria vida. Essas habilidades inclui em como percebemos, comunicamos, regulamos e entendemos nossas próprias emoções, bem como as emoções dos outros.

Por outro lado, a capacidade de experimentar, expressar e interpretar toda essa gama de emoções e a habilidade de lidar com elas de forma adequada envolve aprender o que são essas emoções. Faz-se necessário entender como e por que elas ocorrem e, a partir desse entendimento, desenvolver maneiras eficazes de administrá-las.

Entendendo os componentes emocionais e cognitivos

Historicamente, emoção e cognição são vistas como amplamente separadas, como engajadas em um cabo de guerra para o controle do comportamento. Entretanto, quando em equilíbrio, razão e emoção exercem funções que se complementam e ajudam no controle dos sentimentos e no autocontrole.

A maneira como avaliamos esses componentes reflete na capacidade de compreensão da emoção no contexto de sua relação íntima com as respostas cognitivas, fisiológicas e comportamentais que constituem a expressão emocional. Essas avaliações são baseadas em nossas experiências, origens e cultura. Isso significa que pessoas diferentes podem ter experiências emocionais diferentes, mesmo quando enfrentam circunstâncias semelhantes.

Desenvolvendo habilidades e componentes emocionais e cognitivos

Através do Desenvolvimento Emocional é possível estabelecer a junção onde razão e emoção se encontram. A cognição afetiva daí resultante permite criar emoções positivas que podem aumentar a flexibilidade cognitiva e reduzir conflitos e afetos negativos. Da mesma forma contribui significativamente para aumentar o potencial de desenvolvimento das características e forças essenciais como: otimismo, resiliência, gratidão, perdão e inteligência social.

A aplicação das técnicas e ferramentas da Psicologia Positiva para o desenvolvimento dessas características e forças são significativamente eficientes na Terapia Sexual Positiva, para o tratamentos das disfunções e inadequações sexuais. Utilizadas na Terapia das Relações Conjugais, tais recursos são eficazes na restauração de relacionamentos conflituosos ou abalados por traição e fatores outros onde predominam sentimentos de raiva, rancor e vingança.

habilidades e competências

Na visão de Smith, longe de ser delirante ou baseado na fé, uma visão otimista em circunstâncias difíceis não é apenas um indicador importante de resiliência - a rapidez com que as pessoas se recuperam da adversidade - mas é o indicador mais importante dela. Pessoas que são resilientes tendem a ser mais positivas em comparação com pessoas menos resilientes; elas são mais capazes de regular suas emoções; são capazes de manter seu otimismo nas circunstâncias mais difíceis.

Emily Esfahani Smith, autora de The Power of Meaning

Disponível em https://www.centreforoptimism.com/Optimism-and-Resilience

forças de caráter

A gratidão, perdão e inteligência social são forças que contribuem fortemente nas terapias individuais e com casais e são fundamentais para o restabelecimento de um relacionamento harmonioso. A aplicação dos conceitos, técnicas e questionários disponíveis são significativamente eficientes na restauração de relacionamentos conflituosos ou abalados por traição, onde predominam sentimentos de raiva, rancor e vingança.